Bom Jardim da Serra

O povoado da região onde hoje é o município de Bom Jardim da Serra iniciou-se com a vinda de algumas famílias do Rio Grande do Sul, em 1870, entre as quais destacam-se Manoel Pinto Ribeiro com seus dois filhos, João e Pedro Ribeiro, gaúchos de Dom Pedrito, que fixaram residência na Fazenda Pelotas. A história do Município cita também as famílias de Felipe Borges, Francisco Machado, José Caetano do Amaral, os Vieiras e os Rodrigues. Estas famílias abriram uma trilha na Serra Geral, para possibilitar a passagem de pedestres e cavaleiros com suas tropas e mulas a fim de realizarem a troca de mercadorias no litoral, mais precisamente em Laguna.

         Esta trilha foi denominada “Serra do Doze”, passando posteriormente a chamar-se “Serra do Rio do Rastro”. As principais mercadorias que comercializavam era o charque, couro, queijo e o pinhão, que trocavam por sal, açúcar farinha e tecidos.

         O povoado foi fundado em 1.905 e erguida uma capela em homenagem à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. No mesmo ano foi construída uma escola, tendo como primeiro professor Adolfo José Martins. O povoado passou à categoria de Vila em 1.921, com o nome de “Cambajuva”.

         Bom Jardim da Serra originou-se pelas belezas naturais do Município e de uma imensa mata de araucária existente próximo à cidade. Os moradores chamavam e admiravam como um grande jardim. Como fica a 11 km da Cordilheira da Serra Geral, associa-se este jardim com a serra, formando o então nome de BOM JARDIM DA SERRA.

         Alguns madeireiros que se dedicavam à extração da araucária, nas décadas de 40 e 50, instalaram um cabo aéreo, semelhante a um elevador nas proximidades da Serra do Rio do Rastro para descerem toda a produção e estas eram transportadas para o seu destino, geralmente Porto Alegre.   

         O Município de Bom Jardim da Serra foi criado em 29 de janeiro de 1.967, ocorrendo sua instalação oficial em 05 de março do mesmo ano, sendo nomeado para Prefeito o Sr. Venâncio Borges de Carvalho.